Sociedade Broteriana
Expedição botânica | 4 de julho de 2018

Esta Expedição Botânica enquadra-se nas actividades de Comemoração do centenário da jubilação do Prof Júlio Henriques.

Júlio Henriques organizou numerosas expedições botânicas, indispensáveis ao conhecimento da flora do país. Convicto do inegável interesse e importância da tarefa, enfrentou, tenazmente, as muitas dificuldades: “Não deixarei de repetir aqui o que por vezes tenho dicto com relação as dificuldades que encontro para herborizar no paiz. Não há verba especial para tal fim. Poucos paizes haverá onde os trabalhos de reconhecimento da flora estejam tão atrazados. Para fazer algum serviço n’este sentido é indispensável fazer toda a despeza a custa da dotação do Jardim Botanico, dotação já bem limitada” (Relatório de Professor, Anuário da Universidade de Coimbra, 1883).

O conhecimento científico da flora de uma região implica a colheita de exemplares das espécies vegetais e a sua preservação numa colecção biológica – num herbário, neste caso. Só assim poderão ser estudados por muitos outros cientistas e verificada a sua identificação. São registos que perduram no tempo, mesmo quando as áreas de estudo são drasticamente modificadas por actividades antropogénicas como urbanização, agricultura, silvicultura, guerras, entre outras.

Com esta expedição botânica, propomos-lhe conhecer um pouco melhor a flora espontânea da zona de Coimbra. A sua grande diversidade vegetal tem vindo a ser representada no Herbário da Universidade de Coimbra desde o tempo de Júlio Henriques. Desde essa altura, a cidade cresceu e infiltrou-se na vegetação, criando um reticulado de grande importância ecológica. Importa, por isso, conhecer e preservar estas relíquias peri-urbanas.

Os exemplares colhidos durante esta expedição serão preparados pela equipa do Herbário, e aí  depositados com etiquetas indicativas da efeméride.

Informações importantes:

Local: Zona peri-urbana de Coimbra.

Inscrições : 25 vagas (até dia 2 de Julho) AQUI.

Custo da inscrição: Pagamento no próprio dia -  5€/adulto (inscritos recebem publicação sobre colheita de material).

Local de encontro: Edifício de S. Bento (junto aos Arcos do Jardim), às 9h30.

Deslocação para o local de colheita: em viaturas próprias, mas a organização assegura transporte a quem não possuir viatura própria. 

É necessário levar farnel.

Regresso às 16h00.

 

Saída de campo a Vale do Poio

No dia 4 de Junho de 2016 decorreu uma saída de campo a Vale do Poio (Redinha, Pombal). O ponto de encontro foi junto à capela da aldeia dos Poios, onde teve inicio o passeio a pé.

A Maria Flor e o Pedro foram os participantes mais jovens e entusiastas! Dia agradável, com temperatura amena, proporcionou excelente convívio e conhecimento da flora das zonas calcárias.

Numerosas fotografias da autoria de vários sócios em https://goo.gl/photos/BesDeg6yoDmCmiLB7

Curso Medical Anthropology of the Middle East

Prof. Aref Abu-Rabia
Department of Middle East Studies, Ben-Gurion University of the Negev, Israel
Email: arefabu@gmail.com, arefabu@uc.pt

Local: Departamento de Ciências da Vida, Colégio de S. Bento – sala 1.1, Universidade de Coimbra

Horário: Quinta-feira 14-17h (horário poderá ser alterado de acordo com preferência dos participantes)

Inicio: 16 de Fevereiro de 2017

Duração: 30 horas (presença obrigatória a um minimo de 24 horas)

Inscrições: até 15 de Fevereiro de 2017 - formulário de inscrição

Taxa de inscrição: 10 euros, Sociedade Broteriana NIB 0007 0202 0049 6280 006 84

O comprovativo do pagamento deverá ser enviado para sociedadebroteriana@uc.pt

 

Objectives

The course will encompass theoretical aspects of traditional medical systems, cultural influences on lay attitudes, beliefs and customs regarding illness causation as well as the description and analysis of cultural practices of behavior and their relation to ecology and religion in the Middle East. The course will focuses on the following issues: Social determinants of child health, breastfeeding and colostrum, health care and sedentarization, nutrition-related health patterns, congenital anomalies in the Arab countries, traditional and folk medicine, ethno-botanic medicine, amulets, midwives, rituals and worship of saints.

 

Teaching methods

The course will be conducted through a combination of formal lectures and class discussion. The lectures will be based on weekly reading assignments. Case examples will be an integral part of the course through the semester, (e.g. video, Power Point, gems, amulets, and samples of plants).

 

Course requirements

Reading articles and participating in the discussion.

 

Evaluation

Participation 15% + Oral presentation 25% + Final paper  60% 

 

Bibliography

Al Hosani, M. Salah, H. Abu-Zeid, H.M. Farag and D. Saade 2005.The National Congenital Anomalies Register in the United Arab Emirates. In, Eastern Mediterranean Health Journal, Vol. 11, No. 4, PP.690-699, + Power point.

Al-Krenawi, Alean, and John Graham 1997, “Spirit Possession and Exorcism in the Treatment of Psychiatric Patients.” Clinical Social Work Journal 25 (2):211–22, + Video.

Abu-Rabia, Aref 2007: Breastfeeding Practices among Pastoral Tribes in the Middle East. Anthropology of the Middle East. Vol. 2, No.2, 2007: 38-54, + PowerPoint.

Abu-Rabia, Aref 2015: Introduction, in Indigenous Medicine among the Bedouin in the Middle East, New York and Oxford: Berghahn books.Pp.1-16, + Powerpoint.

Abu-Rabia, Aref 2015, The Mystical Power of Saliva in the Middle East and Islamic Cultures, Global Advanced Research Journal of Medicine and Medical Science, Vol. 4(2) Pp:71-77, + PowerPoint.

Ayele Gizachew, Jabir Teha and Tadesse Birhanu 2014, Review on Medicinal and Nutritional Values of Camel Milk, Nature and Science 2014;12(12): 35-40.

Cortney Hughes Rinker 2013, A Place to Belong: Colonial Pasts, Modern Discourses, and Contraceptive Practices in Morocco." In Anthropology of the Middle East and North Africa: Into the New Millennium, edited by Sherine Hafez and Susan Slyomovics, Bloomington: Indiana University Press. Pp. 239-257.

Hans Baer, Merrill Singer, and Ida Susser 2003: “What Is Medical Anthropology About”, in Medical Anthropology and the World System, a Critical Perspective. London: Bergin & Garvey, PP: 1-36, + PowerPoint.

Hilal Zaid, Anwar Rayan, Omar Said, and Bashar Saad 2010, Cancer Treatment by Greco-Arab and Islamic Herbal Medicine, The Open Nutraceuticals Journal, 2010, 3, 203-212, + PowerPoint.

Inhorn, Marcia 2015, “Healing and Medicine: Popular Healing Practices in Middle Eastern Cultures.” Encyclopedia of Religion, 2nd ed. Lindsay Jones, ed. New York: Macmillan. Pp.3834-3839, + PowerPoint.

Lazarus-Yafeh, Hava 2006, “The Religious Dialectics of the Hajj” [Rituals and worship of Saints], Some religious aspects of Islam: a collection of articles, Leiden: Brill.

Norah Al-Rowais et. al. 2010, Traditional Healers in Riyadh Region: Reasons and Health Problems for Seeking Their Advice.A Household Survey, The Journal of Alternative and Complementary Medicine, Volume 16, Number 2, 2010, pp. 199-204, + PowerPoint.

Panwar et al. 2015:1-10, Camel milk: Natural medicine-Boon to dairy industry. Dairy Foods, Feb. 2015. + PowerPoint.

Richard Tapper and Sami Zubaida 2011, A Taste of Thyme: Culinary Cultures of the Middle East, London: Tauris Parke Paperbacks, Pp.1-12, + PowerPoint.

Shimon Ben-Shabat, Pierre Goloubinoff, Nativ Dudai, and Efraim Lewinsohn 2014, 181-197 Farming amphetamines: Khat (Catha edulis Forsk.) a traditional plant with mild stimulating psychoactive and medicinal properties, in Yaniv and Dudai, eds. + PowerPoint.

Talal Aburjai et al. 2007, Ethnopharmacological survey of medicinal herbs in Jordan, the Ajloun Heights region, Journal of Ethnopharmacology 110 (2007) 294–304, + PowerPoint.

 

Organização

1ciaslogo.jpg              fctuc_dcv_04.png      sb_logotipo.jpg